17/10/13

Da voz - pensamento XVII


Não ousarás gritar, se eu  guilhotinar o corpo da tua voz.

maria eduarda

4 comentários:

  1. Há vozes que nunca se calam, Maria Eduarda, principalmente as interiores.

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  2. Pois, AC... essas ouvimo-las tantas vezes!
    Beijo

    ResponderEliminar